Português Inglês

Página Inicial

O maior problema com a comunicação é a ilusão de que ela foi alcançada.

Bernard Shaw (Escritor e dramaturgo irlandês, Prêmio Nobel de Literatura em 1925, 1856-1950)

Mover para esquerda Mover para direita

novas perspectivas no gerenciamento dos recursos humanos na área médica

Novas perspectivas no gerenciamento dos Recursos Humanos na Área Médica
Márcia Campiolo

Com um processo rápido e contínuo de mudanças globais, observa-se profundas mudanças no perfil do cliente e na relação médico-paciente. Assim, os gestores de clínicas médicas, sentem fortemente a necesidade de buscarem ações mais abrangentes e inovadoras de administração, tornando-se cada vez mais estrategistas, principalmente no que se refere aos recursos humanos, uma vez que é notória a sua importância para o sucesso do profissional médico
Inovar, é introduzir novidade no antigo, é sair da caixa onde os velhos costumes em práticas antigas nos aprisonam, e com isto, alcançar uma equipe integrada, motivada, eficiente, com vontade de crescer, aprender, se desenvolver, de alcançar o sucesso.
Atualmente, gerir pessoas não é mais sinônimo de controle, padronização ou rotinização, mas significa estimular o envolvimento, crescimento e o desenvolvimento da equipe. Assim, esta é, com certeza, uma tarefa de grandes proporções.
É importante citar os 5 graves erros mais frequentemente, praticados no gerenciamento dos recursos humanos das clínicas:
1. Contratar a pessoa errada
2. Não oferecer condições de trabalho estimulantes a pessoa certa
3. Deixar de preparar adequadamente a pessoa certa
4. Manter no trabalho a pessoa errada
5. Perder a pessoa certa
As razões que levam a estes erros, são determinadas por uma multiplicidade muito grande de fatores, e é de vital importância para o gestor, manter-se o mais distante possível, destas armadilhas. A tarefa, é árdua, mas com certeza, é fundamental que se evite tais erros, uma vez que eles trazem consigo, consequências danosas ao desempenho geral da clínica, atuando negativamente sobe as chances de sucesso.
Alem disso, este trabalho precisa estar continuadamente sintonizado com as novas necessidades de mercado assim como da equipe, buscando a melhoria contínua dos resultados e das estratégias definidas para que os objetivos traçados, possam ser alcançados. Para isto, é preciso um olhar atendo sobre os resultados obtidos no dia a dia, comportamento e necessidades dos colaboradores, sempre realinhando e inserindo novas estratégias e conceitos na gestão dos Recursos Humanos. Desta forma, a gestão nesta área poderá manter-se em curva ascendente na qualidade dos serviços e na motivação da equipe.
É preciso reconhecer que, é muito importante que o gestor nesta área, tenha elevada resistência a frustações, uma vez que, ao se lidar com pessoas, fatalmente ocorrerão erros de avaliação, ou mudanças inesperadas, no percurso do comportamento de colaboradores. Estas situações muitas vezes levam a questionamentos quanto a real validade de determinadas estratégias que enfatizam ações voltadas para a elevada valorização da equipe.
Situações frustrantes ou avaliações equivocadas, não invalidam a grande importância deste trabalho, pelo contrário, tornam-se fontes de aprendizado que auxiliarão no planejamento das estratégias futuras, onde, tais ocorrências poderão ser evitadas com maior destreza.
Gerir os recursos humanos requer um olhar crítico, criativo, profundo e ativo, sobre as seguintes áreas básicas:



Inovar, ser criativo e obter elevados resultados positivos neste trabalho, sem dúvida, auxiliarão fortemente os profissionais médicos em sua busca pelo sucesso profissional, neste mercado altamente competitivo. Assim, o gestor dos recursos humanos, deve manter-se constantemente, com uma visão ampla e crítica de seu trabalho, pois, como dizia Thomas Edison: "Se existe uma forma de fazer melhor... descubra-a." .

Artigo publicado na REVISTA SBAO – GESTÃO EM OFTALMOLOGIA – n. 1 – Jul/Ago/Set/2010
SBAO – Sociedade Brasileira de Administração em Oftalmologia



MÁRCIA CAMPIOLO
www.marciacampiolo.com.br

Márcia R. F. Campiolo é Psicóloga com especialização em Administração de Recursos Humanos, ex-docente universitária e atuante na área de Psicologia empresarial há mais de 26 anos, possuindo longa experiência em desenvolvimento e gestão de programas empresariais.??
Dentro de empresas desenvolveu inúmeros projetos na sua área de especialidade, além de ministrar palestras e cursos envolvendo gestão de pessoas na área empresarial.??
Desde 1996, tem se dedicado exclusivamente à Gestão Médica, fazendo uso de sua experiência na área empresarial, para adaptar e desenvolver trabalhos especializados nesta área, sendo inclusive gestora de uma clínica médica.??
Tem ministrado palestras e cursos em congressos e outros eventos na área médica, cujos temas abordam a compreensão e implementação dos processos de Gestão, excelência no atendimento a clientes, treinamento e educação continuada de equipes, programas educacionais e de relacionamento com clientes, além de outros programas que visam a
profissionalização da gestão dos consultórios, assim como do atendimento prestado nesta área.??
Presta serviços de consultoria a clínicas e hospitais, na area de atendimento ao cliente, reestruturação de ciclos de trabalho, solução de problemas administrativos, especialização e profissionalização do trabalho da equipe com a agenda médica, telefone e recepção, além de outras atuações dentro do contexto de Gestão Médica.
Atualmente é Diretora Administrativa e membro da comissão de cursos da SBAO-Sociedade Brasileira de Administração em Oftalmologia, uma das coordenadoras da área de Gestão Médica da SOBLEC (Sociedade Brasileira de Córnea, Lentes de contato e Refratometria) , membro da ASOA- American Society of Ophthalmic Administrators
Além disso, é colunista na área de Recursos Humanos da Revista DOC – Gestão em Saúde e da Revista SBAO – Gestão em Oftalmologia, do qual é também editora.
É autora do livro: “GESTÃO DO CONSULTÓRIO MÉDICO -Desenvolvendo e administrando sistemas com elevada qualidade no atendimento ao cliente”, publicação dirigida a médicos e gestores de consultórios em geral, lançado em maio/2007, pela editora Cultura Médica, e segunda edição lançada em agosto/2009 pela Editora Cultura Médica e Guanabara Koogan.??
Em 2010 e 2011 estão programados novos lançamentos de livros da autora na área de Gestão Médica.








Todos os artigos são de autoria de Márcia Campiolo e não podem ser alterados ou republicados sem a permissão da autora.

Clickweb Agência Digital