Português Inglês

Página Inicial

O homem vale tanto quanto o valor que dá a si próprio

François Rabelais (Escritor francês do Renasciemnto, 1483-1553)

Mover para esquerda Mover para direita

revista universo visual

      1) Hoje em dia ainda é muito comum, muitos oftalmologistas e médicos em geral não se preocuparem com a questão da espera do paciente. Em sua opinião, por que isso acontece?

R)Acredito que em parte, pela formação recebida pelo médico durante o curso de medicina, onde existe um foco quase exclusivo em matérias médicas e muito pouco na area de relacionamento médico-paciente assim como no que se refere ao preparo para administrar seu consultório tendo uma visão mais clara do que significa um atendimento com qualidade.
 
2)É importante o oftalmo saber quantos pacientes estão esperando na sala de espera e procurar circular pelo consultório?
R) Cristiane, eu não entendi muito bem esta pergunta, no que se refere a “circular pelo consultório”, mas nos consultórios informatizados, alguns programas permitem ao médico acompanhar  o fluxo de clientes em sua clínica, quantos estão aguardando atendimento e há quanto tempo. Estas informações são importantíssimas para que o profissional médico que realizará os atendimentos.

 


3) É verdade que atualmente não basta mais apenas ser o melhor profissional daquela área, mas é preciso também se preocupar com a gestão e principalmente o bom atendimento?

R) Com certeza, a   oftalmologia conta no Brasil com um grande número de profissionais com elevado nível de conhecimento. Assim, um grande diferencial passa a ser também a forma como os atendimentos ocorrem dentro da clínica, em todas as suas etapas.
 
4) Você teria alguma sugestão de qual é o melhor sistema para encurtar o tempo de espera do paciente e ao mesmo tempo mostrar serviço de qualidade?

R) Um dos grandes aliados do oftalmologista neste sentifo, é ter uma equipe bem treinada, que possa auxiliar o médico nas tarefas onde isto é possível, agilizando assim o ciclo de atendimento ao cliente dentro da clínica.
 
5)Ouvi uma vez de um médico numa conversa informal que achava normal os atrasos e deu como exemplo que estava marcada consulta para um filho, mas a mãe aproveitou a consulta e trouxe os outros filhos também para serem examinados. Isso está certo? É justo com quem está lá fora esperando?

R)Na realidade os atrasos são muito frequentes nos consultórios e é comum a clínica não ter uma grande preocupação em corrigir ou atenuar este problema, mas sim administrar as queixas dos clientes e suas consequências. É preciso olhar para esta questão com muito carinho, uma vez que o atraso no atendimento é uma das maiores causas de instisfação de clientes atendidos na área médica.
 
6)A prática dos "encaixes" é correta, ela náo deve ser evitada e usada somente em casos de extrema urgencia?

R) É preciso um gerenciamento de agenda eficiente e profissionalizado. A agenda é uma ferramenta importantíssima para o trabalho da clínica e precisa ser gerenciada com muita precisão. Os encaixes excessivos costumam ser resultado de ausência de planejamento no que diz respeito a distribuição da disponibilidade de horários na agenda.
 
7)Os atrasos nos consultórios não acabam provocando um efeito dominó porque o paciente já sabe que o médico atrasa e também chega depois da hora marcada?

R) pode ocorrer sim, mas a grande maioria dos clientes costumam chegar no horário correto.
 
8)Você concorda que a demora no atendimento e a desatenção sáo hoje fatores que mais levam os pacientes a trocar de médico?

R) Acredito que estes fatores pesam fortemente na avaliação que o cliente faz do atendimento recebido, assim como em sua decisão futura em relação a continuidade de sua condição de cliente deste médico.
 
9)Quando a espera é inevitável, o que fazer para tornar o ambiente mais agradável?

R) O ambiente precisa ser gerenciado de forma a minimizar o impacto do “tempo de espera” pelo atendimento na percepção no cliente. Para isto é preciso investir em ambiente agradável, que agregue elementos positivos que possibilitem um transcorrer de tempo menos penoso.
 
10)a questão do estacionamento também deve ser um fator a ser analisado pelo médico tanto daquele que atende numa pequena sala alugada quanto do médico dono de uma grande clínica com vários funcionários?

R) O estacionamento , é um ponto relevante que tem sua importância ligada proporcionamente a dificuldade que o cliente tem para estacionar quando vai para a clínica. Ou seja, quanto maior a dificuldade de estacionamento na região da clínica, maior a importância da clínica disponibilizar estacionamento para os clientes.

 

Todos os artigos são de autoria de Márcia Campiolo e não podem ser alterados ou republicados sem a permissão da autora.

Clickweb Agência Digital